As habilidades indispensáveis para ser um bom gestor de condomínio

As habilidades indispensáveis para ser um bom gestor de condomínio

A administração de um prédio ou condomínio é algo um tanto desafiador. Ela exige do gestor habilidades similares a de um gerente de negócios.

Devido à complexidade da gestão, ela é uma atividade que deve ser feita com muita atenção para que nada seja esquecido e a segurança dos moradores seja garantida.

São diferentes demandas que surgem na rotina de um administrador de condomínio, sendo a maioria delas relacionada a conhecimentos técnicos distintos, o que torna a qualificação do gestor altamente necessária para que a gestão seja bem-sucedida.

Por isso, essa função normalmente é feita por profissionais competentes, dedicados aos cuidados administrativos e operacionais, para que todas as ações de manutenção e prevenção do ambiente sejam cumpridas.

Gestor de condomínio não ocupa a mesma função do síndico

É preciso lembrar que a complexidade na administração de um condomínio excede o conhecimento de um síndico. Este, na maioria das vezes, é um morador como qualquer outro e possui tempo e conhecimento limitado para a função de gestão.

O mais adequado é escolher um profissional capacitado para resolver as necessidades condominiais e fazer o gerenciamento de todas as questões administrativas, operacionais e de infraestrutura.

Muitas pessoas confundem esses dois papéis por serem complementares, mas eles não são iguais.

Um gestor de condomínio é aquele que lida mais com as questões burocráticas e os serviços operacionais do local, a exemplo da administração das atividades, manutenção e segurança.

Já o síndico cuida mais da estratégia e do relacionamento interpessoal. Ele é o responsável legal pelo condomínio, mantém contato com os condôminos e garante que todos sejam ouvidos e atendidos.

Embora em muitos locais o síndico desenvolva as duas funções, esse não é o indicado. Afinal, gerir um condomínio é algo complexo e se não for feito com cautela e alguns conhecimentos técnicos, pode comprometer a segurança de todos.

Tanto o síndico quanto o gestor de condomínio têm habilidades indispensáveis ao bom funcionamento das atividades internas. Eles trabalham juntos para manter a qualidade da moradia e o bem-estar de todos

Perfil e principais habilidades

Agora que já entendeu a diferença, vamos focar nas características que todo gestor de condomínio deve ter:

  • Boa fluência verbal e facilidade no relacionamento interpessoal
  • Saber lidar com a diversidade de pessoas
  • Capacidade de resolver conflitos e lidar com imprevistos
  • Organização, disciplina e atenção

Conhecimentos técnicos

Além do perfil descrito acima, o gestor deve atender alguns requisitos técnicos. Eles são fundamentais para que a gestão seja eficaz!
A pessoa que vai atuar como gestor de condomínio deve ter:

  • Formação na área de administração ou contabilidade.
  • Facilidade com orçamentos, cotações e relatórios financeiros.
  • Noções da área de edificação, manutenção predial, leis trabalhistas e civis.
  • Conhecimento das normas técnicas do condomínio e regulamento interno.

Para que a gestão de condomínio seja bem-sucedida, o gestor precisa ter essas habilidades que são indispensáveis para a função. Deve sempre lembrar também que ele tem apenas um objetivo: manter a segurança e o bem-estar de todos.

Conheça as soluções da Turbilhão e saiba como ter serviços de excelência.

Share this post


× Como posso te ajudar?